Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Canadá nega ligação entre embargo de carne e disputa comercial

A embaixada do Canadá no Brasil distribuiu, há pouco, nota repudiando "veementemente qualquer insinuação" de que a suspensão das importações de carne brasileira teria sido tomada em retaliação ao Brasil, ligada à disputa entre as fabricantes de aviões canadense Bombardier e brasileira Embraer.Segundo a nota, a suspensão das importações "representa uma medida de precaução no sentido de garantir a segurança dos estoques de alimentos no Canadá, na seqüência dos recentes acontecimentos na Europa" e ocorre como "resultado da ausência de informações solicitadas pelas autoridades canadenses ao Brasil, que garantiriam o parecer técnico oficial de que os rebanhos brasileiros estão livres da BSE (doença da vaca louca)". Segundo a nota, este parecer poderia ter sido liberado há vários meses, se as autoridades brasileiras tivessem fornecido as informações previamente solicitadas, o que ocorreu no fim de 1998. A nota afirma que agora, uma vez completado o processo que assegure a informação de que o Brasil está livre da BSE, o embargo à importação de carne brasileira será suspenso.Veja a íntegra da notaNOTA À IMPRENSADiante dos recentes pronunciamentos e reportagens da imprensa relativos à suspensão das importações canadenses de carne brasileira, a Embaixada do Canadá reitera as seguintes informações:1. O Canadá repudia veementemente qualquer insinuação de que esta decisão foi tomada em atitude de retaliação ao Brasil, um país com quem mantemos próxima e salutar parceria e com o qual mantemos laços de afeto e amizade. 2. A suspensão das importações representa uma medida de precaução no sentido de garantir a segurança dos estoques de alimentos no Canadá, naseqüência dos recentes acontecimentos na Europa.3. Esta ação é resultado da ausência de informações solicitadas pelas autoridades canadenses ao Brasil, que garantiriam o parecer técnico oficial de que os rebanhos brasileiros estão livres da BSE (doença da vaca louca).4. Este parecer poderia ter sido liberado há vários meses, se as autoridades brasileiras tivessem fornecido as informações previamentesolicitadas. Estas informações foram solicitadas no final do ano de 1998, a partir da nova política canadense de BSE, acompanhadas posteriormente por uma série de solicitações, verbais e por escrito.5. Vários países em condições semelhantes ao Brasil, nomeadamente a Argentina, a Austrália, a Nova Zelândia e os Esados Unidos, ofereceramas informações solicitadas, em tempo hábil, e foram todos reconhecidos como livres da BSE. 6. Agora que as informações foram finalmente encaminhadas pelo governo brasileiro, as autoridades canadenses estarão avaliando e completando seus relatórios, da maneira mais rápida possível e compatível com o objetivo de garantir a segurança de seu estoque de alimentos.7. Uma vez completado o processo que assegure a informação de que o Brasil está livre da BSE, o embargo à importação de carne brasileiraserá suspenso. Brasília, 07 de fevereiro de 2001Embaixada do Canará Assessoria de Imprensa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.