Canadá registra primeiro caso de vaca louca

O ministro da Agricultura do Canadá, Lyle Vanclief, confirmou que um caso de vaca louca foi registrado em Alberta, mas ressaltou que a carcaça do animal infectado não chegou a entrar nas cadeias de alimentos ou ração. A vaca de corte de 8 anos foi abatida em 31 de janeiro, mas os resultados dos testes que confirmam a presença da doença foram divulgados apenas hoje. Este é o primeiro caso da doença registrado em território canadense. "É apenas em uma vaca", disse Vanclief.Autoridades disseram que vão fazer um rastreamento para determinar a origem do animal e de seu rebanho e sua movimentação até o momento de abate e processamento. Autoridades ressaltaram que a doença não pode ser transmitida de animal para animal. No entanto, a ministra de Agricultura de Alberta, Shirley McClellan admitiu que ainda é muito cedo para descartar a possibilidade de registro de outros casos. Ela disse que todas as precauções necessárias estão sendo tomadas. Vanclief disse que notificou a secretária de Agricultura dos EUA, Ann Veneman, duas vezes hoje, seguindo a notícia de que os EUA interromperam as importações de animais e produtos derivados de carne do Canadá. Ele disse que Veneman assegurou que o embargo seria retirado assim que possível e que a indústria de carne bovina dos dois países são "muito integradas". A secretaria de agricultura do México também foi notificada pelo governo canadense.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.