Canadá restringe vistos para evitar contágio de Ebola

O governo conservador do Canadá disse que suspendeu a emissão de vistos para residentes e cidadãos de países com "transmissão intensa generalizada e persistente" do vírus Ebola.

Estadão Conteúdo

01 de novembro de 2014 | 08h35

Com a decisão, adotada na sexta-feira (31/10), o Canadá se juntou à Austrália na suspensão de vistos para pessoas de países atingidos pelo Ebola no Oeste da África em uma tentativa de manter a doença mortal afastada do país.

O Canadá não registrou ainda nenhum caso de Ebola. Segundo o governo, canadenses, incluindo trabalhadores de saúde, no Oeste da África receberão permissão para voltarem ao Canadá.

Os países mais afetados pelo pior surto de Ebola já registrado são Libéria, Serra Leoa e Guiné. O Canadá recebe alguns poucos viajantes desses países, que não têm voos diretos para a nação da américa do norte.

Um movimento similar da Austrália foi criticado na quarta-feira pela diretora geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan, que disse que o fechamento das fronteiras não interromperá o disseminação do vírus Ebola. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
CanadávistosEbola

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.