Canadá revogará cidadania de estrangeiros por fraude

O governo do Canadá anunciou hoje que revogará a cidadania de pelo menos 1.800 pessoas que teriam empregados meios fraudulentos de obtenção da cidadania canadense. O ministro de Imigração do Canadá, Jason Kenney, afirmou hoje que a maior parte dos estrangeiros a serem despojados de cidadania foi aconselhada por consultores desonestos a forjarem documentos falsos de residência no país norte-americano.

AE, Agência Estado

20 de julho de 2011 | 20h54

Para obter cidadania canadense, um estrangeiro precisa comprovar ter vivido no país durante pelo menos três dos quatro anos anteriores. Kenney diz que as fraudes atraíam o interesse de estrangeiros que não pretendiam morar para sempre no Canadá, mas que queriam se beneficiar do sistema de saúde pública, dos subsídios para o estudo universitário e do que chamou de segurança do passaporte canadense. O governo informou que atualmente está em processo de notificação das pessoas que terão a cidadania revogada. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Canadárevogaçãofraudecidadania

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.