Canadá suspende relações diplomáticas com o Irã

Diplomatas canadenses deixaram Teerã e diplomatas iranianos receberam aviso para sair do Canadá

Efe,

07 de setembro de 2012 | 13h00

WASHINGTON - O Canadá suspendeu suas relações diplomáticas com o Irã, anunciou nesta sexta-feira, 7, em nota oficial, o ministro de Relações Exteriores do país norte-americano, John Baird. "As relações diplomáticas entre Canadá e Irã foram suspensas. Todo o pessoal diplomático canadense deixou o Irã, e os diplomatas iranianos em Ottawa receberam aviso para deixar o país em um prazo de cinco dias", afirmou Baird.

Veja também:

link Rússia alerta Israel e EUA que ataque ao Irã seria 'desastroso'

link Movimento Não-Alinhado apoia programa nuclear do Irã

O ministro disse que o Irã "é a ameaça mais significativa para a paz e a segurança mundial hoje em dia", citando o programa nuclear iraniano e a assistência militar de Teerã ao governo sírio de Bashar Assad. "O regime iraniano está proporcionando assistência militar para apoiar o regime de Assad, se nega a cumprir as resoluções da ONU relativas a seu programa nuclear, habitualmente põe em perigo a existência de Israel e se envolve em uma retórica racista antissemita que incita o genocídio", declarou Baird.

Além disso, o ministro acusou o Irã de ser "um dos piores infratores do mundo em matéria de direitos humanos" e de dar "refúgio e suporte material a grupos terroristas"."Por outra parte, o regime iraniano demonstrou um desprezo flagrante da Convenção de Viena e sua garantia de proteção para o pessoal diplomático. Dadas as circunstâncias, o Canadá já não pode manter uma presença diplomática no Irã", ressaltou.

Ottawa já tinha expressado no passado sua preocupação com as atuações do governo iraniano e havia imposto várias sanções econômicas contra o país islâmico. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.