Canadá testará vacina contra ebola em humanos

O governo canadense anunciou nesta segunda-feira que está dando início a testes clínicos em humanos para uma vacina experimental contra o ebola. O resultado dos experimentos para o combate da doença, caracterizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como a mais severa emergência médica dos tempos modernos, serão conhecidos em dezembro deste ano.

Estadão Conteúdo

13 de outubro de 2014 | 13h52

A ministra da Saúde do país, Rona Ambrose, afirmou que, caso a vacina seja tão efetiva em humanos quanto tem sido em animais, então "podemos literalmente pôr fim a essa epidemia". Ambrose espera que a vacina possa ser implementada logo após o fim dos testes.

Eles serão conduzidos no Instituto de Pesquisa Walter Reed Army, em Maryland, com o objetivo de determinar sua segurança, a dosagem apropriada para a produção de anticorpos e seus possíveis efeitos colaterais. O país forneceu 20 frascos da vacina para a realização do experimento.

Autoridades de saúde canadenses dizem esperar que os resultados iniciais dos testes em humanos sejam conhecidos após a segunda quinzena de dezembro. Já estão sendo feitos planos para a próxima etapa de experimentos, a serem conduzidos na África.

O governo canadense possui os direitos de propriedade intelectual associados à vacina, que foi desenvolvida no seu principal laboratório de microbiologia, em Winnipeg. Os direitos de licenciamento da vacina pertencem à NewLink Genetics, sediada em Austin, no Texas. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
ebolavacinaCanadátestes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.