Cancelamentos da British Airways geram caos em aeroporto

Milhares de viajantes ficaram presos no aeroporto de Heathrow depois que a companhia aérea British Airways cancelou dezenas de vôos, por causa de falta de pessoal e problemas técnicos. Os passageiros da companhia em Heathrow, um dos aeroportos mais movimentados do mundo, foram obrigados a dormir nas poltronas e entrar em longas filas para reagendar seus vôos, ou simplesmente a voltar para casa. A companhia aérea cancelou 56 viagens entre ontem e hoje."Alegar que estão sem pessoal é ridículo", queixou-se Tom Edmonds, de 36 anos, cujo vôo para Nice, na França, foi cancelado. "Eu iria passar apenas quatro dias fora. Agora tenho que ficar numa fila enorme para tentar achar um vôo que parta mais tarde." Apenas nesta terça-feira, a British Airways cancelou 31 vôos para outros pontos da Grã-Bretanha e para outros países da Europa. Ontem, foram cancelados 25 vôos com destino aos Estados Unidos e a diversas cidades européias.Os problemas, no auge do verão europeu, ocuparam as manchetes dos jornais britânicos. Alguns comentaristas sugerem que a companhia terá dificuldade para reconquistar a simpatia do público.As dificuldades da British Airways começaram ontem, quando problemas técnicos em sua frota forçaram o cancelamento de vôos para Filadélfia, Chicago e Nova York. Os cancelamentos, combinados com a falta de funcionários, teve efeito dominó, provocando novos cancelamentos hoje, alega a companhia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.