Candidata à presidência da Colômbia está em poder da Farc

A candidata à presidência da Colômbia Ingrid Betancourt, desaparecida ontem, está em poder da guerrilha Forças Armadas Revolucionárias (Farc). A confirmação foi dada hoje por assessores de campanha. Ingrid viajava de carro rumo a San Vicente del Caguán, principal cidade da região de 42 mil quilômetros quadrados conhecida como Farclândia, no sul do país, que o governo de Andrés Pastrana decidiu retomar dos rebeldes.Também foi seqüestrada a coordenadora de sua campanha, Clara Rojas, mas já foram libertados outras três pessoas que viajam com Ingrid: um fotógrafo francês, um cinegrafista e outro membro da equipe de Ingrid, Adair Lamprea.Lamprea disse à Associated Press que o ataque ocorreu às 15 horas do sábado, mas não revelou outros detalhes. O governo informou que a candidata, de 40 anos, havia sido avisada dos riscos de visitar a região. Ela era esperada em San Vicente del Caguán para se encontrar com o prefeito da cidade, que como ela pertence ao movimento ecologista Oxigênio Verde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.