Candidata conservadora lidera pesquisas no Peru

A candidata conservadora Lourdes Flores se mantém como favorita para se tornar a primeira mulher na presidência do Peru, segundo uma pesquisa que também indicou crescimento da candidata "fujimorista" Martha Chávez.Flores, líder da aliança conservadora União Nacional, tem 35% das intenções de voto, e a maioria de seus simpatizantes procede das zonas urbanas do país. A pesquisa foi realizada pela empresa Apoyo com 2 mil entrevistados de todo o país, entre 8 e 10 de fevereiro, com uma margem de erro de 2,2%.Segundo os analistas, os resultados confirmam que a disputa eleitoral será definida por Flores, pelo nacionalista Ollanta Humala e o ex-presidente Alan García (1985-1990), que ocupam a segunda e terceira posições, respectivamente.Flores também aparece como favorita no caso de um segundo turno com Humala, que atualmente conta com 25% da preferência do eleitorado, ou com García, que tem 17%. Nesse caso, Flores receberia 61% dos votos, contra 39% de Humala. Contra o ex-presidente somaria 67% da preferência popular.ConcorrentesHumala, militar aposentado que nas últimas semanas foi acusado de ter cometido violações aos direitos humanos nos anos 90, tem um apoio sólido na região sul do país.García, candidato do Partido Aprista Peruano, avançou em relação ao mês passado, e mantém sua maior aceitação no litoral norte do país.A enquete confirma queda de Valentín Paniagua (2000-2001), que governou o país provisoriamente após a renúncia de Alberto Fujimori. Ele se mantém na quarta posição, apoiado apenas por 8% dos eleitores.Martha Chávez, inscrita como substituta de Fujimori, cuja candidatura foi rejeitada pelo Tribunal Eleitoral, subiu de 1% para 6% na preferência do eleitorado, segundo a pesquisa. No entanto, a representante do "fujimorismo" tem a rejeição de 67% dos eleitores.Em 9 de abril, 16,9 milhões de peruanos poderão votar para presidente, 120 congressistas e 15 representantes (5 titulares e 10 suplentes) para o Parlamento Andino no período 2006-2011.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.