EFE/Cristian Hernández
EFE/Cristian Hernández

Candidato à Assembleia Constituinte é assassinado na véspera da votação

José Félix Pineda Marcano, de 39 anos, estava em casa com parentes e amigos quando duas pessoas invadiram o local, renderam os presentes e dispararam contra ele

O Estado de S.Paulo

30 Julho 2017 | 12h31
Atualizado 30 Julho 2017 | 16h11

CARACAS - O Ministério Público da Venezuela confirmou neste domingo, 30, a morte do candidato à Assembleia Constituinte José Félix Pineda Marcano, de 39 anos, na véspera da votação em Ciudad Bolívar, sudeste do país. Até o momento, o órgão não vinculou o caso a motivações políticas.

A Promotoria explicou em comunicado que o advogado estava em casa com parentes e amigos quando duas pessoas invadiram o local, renderam os presentes e o arrastaram para fora do imóvel. Depois, os dois homens atiraram contra Marcano.

Pineda Marcano era candidato pelo setor Comunas e a morte ocorreu na véspera da votação da Constituinte, marcada pelos protestos da oposição e pelo clima de tensão em razão das críticas ao governo do presidente Nicolás Maduro.

A oposição anunciou que não participaria das eleições por considerar a convocação da Constituinte uma fraude e acreditar que o processo servirá para que Maduro transforme a Venezuela em uma ditadura. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.