Candidato a premiê abandona negociações

O provável primeiro-ministro da Bélgica, Yves Leterme (foto) do Partido Cristão Democrata, renunciou ontem ao posto de negociador de uma coalizão, após fracassar na formação de um novo governo. O rei Albert II aceitou a renúncia de Leterme.Os partidos belgas vêm negociando há 174 dias, desde as eleições gerais de junho. O maior obstáculo para um acordo é a exigência dos flamengos, parte da população que fala holandês, para conseguir maior autonomia regional. Os valões, que falam francês, são contra a exigência flamenga.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.