Candidato à sucessão de Annan pede reforma ´equilibrada´ da ONU

O ceilandês Jayantha Dhanapala, candidato à sucessão de Kofi Annan na Secretaria-Geral das Nações Unidas, pediu no Fórum de Boao para a Ásia uma reforma equilibrada da organização internacional, informou a agência oficial de notícias Xinhua. "A reforma da ONU é imperativa e deve ser feita de forma equilibrada, em um esforço para satisfazer os interesses dos 191 países membros", afirmou Dhanapala, conselheiro do presidente do Sri Lanka no Fórum, realizado na ilha meridional chinesa de Hainan e que foi concluído nesta segunda-feira. A reforma é "um processo integral" e exige um trabalho duro, disse Dhanapala, que também pediu a reconstrução dos comitês em uma tentativa de salvaguardar os trabalhos de paz e de prevenção de conflitos. Por enquanto, anunciaram suas aspirações de suceder Annan a partir de janeiro de 2007 o vice-primeiro-ministro da Tailândia, Surakiart Sathirathai, o ceilandês Dhanapala e o ministro de Exteriores da Coréia do Sul, Ban Ki-moon.

Agencia Estado,

24 Abril 2006 | 01h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.