Candidato, Abbas pede retorno de refugiados a Israel

O novo presidente da OLP e candidato do Partido Fatah à presidência da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, disse que exigirá de Israel o "direito de retorno" dos refugiados palestinos. Abbas fez a declaração um dia depois de ser lançado candidato à sucessão de Yasser Arafat no comando da ANP. Pelo "direito de retorno", quatro milhões de palestinos e descendentes retornariam ao que hoje é território israelense.O discurso de hoje parece ter sido uma tentativa de mostrar à ala jovem do Fatah que, embora se oponha à violência, Abbas levará uma negociação dura aos israelenses. A questão dos refugiados contribuiu para o fracasso de negociações de paz anteriores. Israel se dispõe a receber alguns milhares de repatriados, mas alega que absorver milhões iria destruir o caráter judaico do país.Setores insatisfeitos do Fatah disseram que pretendem pôr em questão a candidatura de Abbas. Membros da ala mais jovem preferem Marwan Barghouti, um líder que cumpre cinco sentenças de prisão perpétua em Israel. Abbas, de 69 anos, representa a liderança palestina mais idosa, que retornou do exílio junto com Arafat, em 1994. Já Barghouti, de 45 anos, lidera os ativistas que cresceram nos territórios ocupados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.