Candidato americano tenta intimidar imigrantes

Um candidato às eleições parlamentares norte-americanas foi acusado de enviar cartas intimidando famílias hispânicas do sul da Califórnia. O conteúdo das correspondências trazia ameaças de que os imigrantes seriam presos e deportados caso aparecessem para votar.A ligação entre a campanha do republicano e as cartas foram feitas pela promotoria do Estado da Califórnia. Os investigadores identificaram o endereço onde foi obtida a lista de destinatários, mas não divulgaram o nome do acusado.Os jornais Los Angeles Times e The Orange County Register, no entanto, informaram que se tratava de Tan D. Nguyen, que disputa uma vaga com a democrata Loretta Sánchez.As cartas, escritas em espanhol, dizem que o governo desenvolveu um sistema de computador para rastrear os nomes dos eleitores registrados. O texto diz que apenas os imigrantes naturalizados e cidadãos americanos podem votar, o que é verdade, mas apresenta outras informações falsas. Cerca de 14 mil eleitores democratas registrados no condado de Orange receberam as correspondências. O líder republicano na região, Scott Baugh, reuniu-se nesta quinta-feira com os responsáveis pela investigação e concluiu que Nguyen esteve envolvido com a fraude."Eu obtive informações que me permitiram ver que não só a campanha de Nguyen estava envolvida, como ele próprio", afirma Baugh. O partido republicano decidiu pedir ao acusado que retire seu nome das eleições.O candidato republicano se defende das acusações e diz ter demitido o funcionário de sua campanha que teria enviado as cartas. Nguyen, vietnamita radicado nos Estados Unidos, nega que seja responsável pelas correspondências. "Eu não aprovei essas cartas", diz o republicano, um severo opositor da imigração ilegal.O porta-voz da promotoria, Nathan Barankin, diz que não há previsão para se concluir as investigações. Nos Estados Unidos, intimidar eleitores é considerado crime pelas legislações Federal e do Estado da Califórnia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.