Candidato colombiano escapa ileso de atentado

Uma bomba colocada em um ônibus explodiu neste domingo durante a passagem da caravana do candidato presidencial colombiano Alvaro Uribe, que saiu ileso do atentado em que morreram 4 pessoas e cerca de outras 20 ficaram feridas. "É preciso considerar isto com muita prudência,tranqüilidde e firmeza. A Colômbia precisa derrotar a violência; graças a Deus estamos bem, esperamos que os feridos se recuperem rapidamente", disse a uma rádio local o candidato favorito nas pesquisas ao ser conduzido a umadelegacia de polícia."Vamos encarar isto com toda a serenidade e toda a paciência, toda a firmeza", acrescentou o candidato, economista e advogado de 49 anos. A caminhonete blindada em que viajava ficou seriamente danificada, conforme mostrou uma televisão local. O episódio ocorreu por volta das 15h40 (hora local) deste domingo, nas imediações da Sociedade Portuária, entre as ruas 43 e 35 da cidade de Barranquilla, no litoral do Caribe.Uribe visitava a cidade em meio à sua campanha eleitoral, que foi interrompida após o ataque. Entre os gravemente feridos, segundo fontes locais, estaria um dos guarda-costas do candidato, e dois dos mortos seriam policiais que falecerem logo após darem entrada num hospital de Barranquilla. O candidato havia recebido ameaças das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). As autoridades informaram que pelo menos três atentados contra sua vida foram descobertosoportunamente.O explosivo foi colocado junto a um ônibus urbano causou graves danos materiais na zona em torno. Após a explosão, o motorista conseguiu conduzir o veículo do candidato por mais quatro quarteirões para deixá-lo a salvo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.