Candidato egípcio distribui Viagra para ganhar votos

Candidato buscava adeptos para congresso do partido governista; unidade do remédio custa R$ 11 no país

Efe,

30 de agosto de 2007 | 10h21

Além dos casos de distribuição de dinheiro, carne e até pão entre os eleitores, um candidato teve a idéia de oferecer comprimidos de Viagra entre os eleitores de seu bairro. O jornal Al-Masry al-Youm denuncia nesta quinta-feira, 30, que um candidato do governamental Partido Nacional Democrático, que buscava ganhar adeptos para o próximo congresso do partido, em novembro, teve a duvidosa idéia de oferecer Viagra para ganhar adeptos. O diário não menciona o nome do candidato, que fez sua curiosa oferta no bairro de Nasser City, no Cairo. Os comprimidos de Viagra são vendidos no Egito a 2,8 libras a unidade (R$ 11), e apesar deste preço, muito caro para a maioria da população egípcia,se transformou em um produto muito popular e foram detectadas várias tentativas de introduzir o famoso remédio por contrabando.

Tudo o que sabemos sobre:
EgitoViagra

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.