Candidato no Afeganistão pede fim a contagem de votos

O candidato presidencial Abdullah Abdullah exigiu quarta-feira que as autoridades eleitorais afegãs parem a contagem dos votos da eleição realizada no final de semana passado, citando novas denúncia de fraude generalizada. A comissão eleitoral recuou o pedido e pediu que todas as partes aguardem os resultados finais.

AE, Agência Estado

18 de junho de 2014 | 18h17

Abdullah alegou que monitores contratados por sua campanha haviam registrado inúmeras irregularidades, entre as quais enchimento das urnas com votos fictícios. Ele também anunciou que a sua equipe estava suspendendo as relações com a Comissão Eleitoral Independente, acusando-a de interferir na votação e inflar o comparecimento às urnas.

O candidato propôs que os dois candidatos formem uma comissão eleitoral mista sob supervisão da ONU para resolver o impasse.

Por outro lado, o porta-voz da comissão eleitoral, Noor Mohammad Noor, disse que a contagem dos votos continuava com observadores nacionais e internacionais. Os resultados preliminares devem ser divulgados até 2 de julho e o resultado final deve sair em 22 de julho. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Afeganistãoeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.