Candidatos trocam farpas em depoimento de general

McCain, Hillary e Obama expõem posição sobre Iraque

Associated Press, NYT e Reuters, O Estadao de S.Paulo

09 de abril de 2008 | 00h00

A recomendação do general americano David Petraeus para que a retirada das tropas dos EUA do Iraque seja adiada deu nova oportunidade para que os pré-candidatos presidenciais voltassem a trocar farpas. A senadora democrata por Nova York, Hillary Clinton, o senador democrata por Illinois, Barack Obama, e o senador republicano pelo Arizona, John McCain, estavam presentes no comitê do Senado.McCain, que apóia a guerra, disse que uma retirada rápida dos soldados americanos do Iraque seria ''irresponsável''. Além disso, o senador ressaltou que a saída dos EUA do país árabe seria ''um fracasso de liderança política e moral''.Hillary, que, assim como Obama, prometeu sair do Iraque no primeiro ou segundo ano de sua eventual presidência, provocou McCain, afirmando que ''seria irresponsável continuar com uma política que não obteve os resultados que nos foram prometidos repetidas vezes''.A pré-candidata democrata arrancou aplausos da platéia ao ressaltar a necessidade de um processo para retirar os soldados americanos do Iraque.Apesar de evitar confronto direto com McCain, Obama também defendeu uma data para a saída das tropas. ''É preciso pressão constante'', disse.PESQUISAA duas semanas das primárias na Pensilvânia, no dia 22, uma sondagem feita pela Universidade de Quinnipac mostrou que Hillary tem 50% das intenções de voto e Obama, 44%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.