Canibal alemão é condenado a 8 anos e meio de prisão

Armin Meiwes, de 42 anos, que ficou conhecido como o canibal alemão, foi condenado hoje pelo Tribunal Regional de Kassel, na Alemanha, a oito anos e meio de prisão, por homicídio. Ele matou o engenheiro Bernd-Jürgen Brandes, de 43 anos, que havia conhecido via internet. Além disso, Meiwes esquartejou e comeu parte do corpo da vítima, mas o canibalismo não está previsto no Código Penal. Todo o crime foi gravado em vídeo. Meiwes afirmou que cometeu o crime a pedido de Brandes. Em março de 2002, o engenheiro foi esfaqueado até a morte, depois de ter ingerido remédios e bebidas alcoólicas para perder os sentidos. Depois disso, o corpo foi todo cortado e cerca de 20 quilos comidos nas refeições diárias de Meiwes.O canibal não cumprirá sua pena em uma prisão psiquiátrica, ja que foi considerado mentalmente saudável por especialistas. Além disso, por não ter antecedentes criminais, o tribunal não pôde ordenar a prisão em regime de segurança máxima, ainda que psiquiatras considerem a possibilidade de reincidência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.