Cantor egípcio apresenta canção sobre morte de Saddam

Um dos cantores mais populares do Egito nos últimos anos, Abderrahim Chaban, conhecido como Chabula, acaba de apresentar uma canção sobre a recente execução de Saddam Hussein.No entanto, Chabula evita comentar os aspectos mais mórbidos e polêmicos da execução. Ele quase não cita a figura de Saddam nem os detalhes do dia de seu enforcamento.A música tem como título Acabou a Função, e explora palavras e expressões como "filme", "roteiro" e "cai o pano de fundo", dando dão a entender que, para ele, o julgamento e a condenação foram uma montagem.O único toque de humor negro é um paralelismo entre a execução de Saddam e o sacrifício, no mesmo dia, de milhões de carneiros no mundo todo para comemorar o Aid el-Kabir, a festa do Sacrifício no Islã. "Por assim dizer um sacrifício, no Aid foi degolado", diz Chabula em sua canção, sem o tom mordaz de outras de suas composições.Chabula ficou famoso no mundo árabe em 2000 com Odeio Sharon, Amo Amre Moussa, lançada quando a segunda intifada palestina estava no auge. A música falava sobre Moussa, secretário-geral da Liga Árabe, e o primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon.Mais tarde cantou sobre a Guerra do Iraque e a queda de Saddam, mas o tom de suas canções já tinha sido "domesticado" para não se afastar muito da linha oficial egípcia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.