Cantor Wyclef diz não saber se tiro foi contra ele

O cantor de rap Wyclef Jean recuperava-se ontem de um ferimento sofrido na mão no fim de semana no Haiti, em um incidente para o qual foram apresentadas duas versões.

, O Estado de S.Paulo

22 de março de 2011 | 00h00

O cantor disse que o incidente ocorreu no sábado à noite quando saiu de seu automóvel para atender um telefonema particular. Segundo Wyclef, ele escutou um disparo e viu que tinha um ferimento leve na mão direita. Ele estava com o motorista do cantor haitiano de hip-hop FanFan que o levou a um hospital em Petionville.

Segundo outras versões, o ferimento na mão do cantor foi produzido por um corte, não pelo impacto de uma bala. As autoridades haitianas não acharam o suposto atirador nem impacto de munição no automóvel do artista. Wyclef, que estava em Porto Príncipe para ajudar na campanha de seu amigo Michel Martelly, disse ontem que não sabe quem atirou e se o disparos eram realmente contra ele. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.