Cantoras começam a aparecer na televisão afegã

As imagens eram antigas e a música é bem conhecida, mas a aparição de uma mulher afegã - vestida em uma reluzente roupa vermelha e apenas com um véu simples na cabeça - cantando na televisão local nesta semana causou expectativa, ao mesmo tempo em que funcionou como um golpe contra o conservadorismo.O clipe de quatro minutos da cantora pop Salma foi transmitido ontem, na primeira vez que a televisão estatal afegã levou ao ar uma cantora em mais de uma década. Entretanto, o vídeo pôde ser visto apenas pelos moradores de Cabul ricos o bastante para ter uma televisão e com sorte suficiente para contar com eletricidade no momento da transmissão.Rapidamente, o evento transformou-se em uma disputa cultural entre os progressistas e os conservadores depois da aprovação, há nove dias, de uma nova Constituição que declara o Afeganistão uma república islâmica. Um magistrado da Suprema Corte afegã criticou a transmissão. "Esse erro não deve se repetir", disse Fazel Ahmed Manawi. "Um artigo da Constituição determina que as coisas que contrariam o Islã estão proibidas."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.