AP Photo/Pablo Martinez Monsivais
AP Photo/Pablo Martinez Monsivais

Cão dos Obamas, celebridade na Casa Branca, morre de câncer

Bo, um cão d'água português, foi dado de presente à família pelo senador Edward Kennedy em 2009

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de maio de 2021 | 18h11

WASHINGTON - O cachorro do ex-presidente Barack Obama morreu neste sábado, 8, após uma batalha contra o câncer. Obama e sua mulher, Michelle, noticiaram a morte de Bo no Instagram, onde ambos expressaram pesar pela partida de um cachorro que o ex-presidente descreveu como um "verdadeiro amigo e companheiro leal". "Ele tolerou todo o rebuliço na Casa Branca, tinha um latido forte, mas não mordia, adorava pular na piscina no verão, era imperturbável com crianças, vivia rodeando a mesa de jantar atrás dos restos de comida e tinha um pelo lindo", Obama escreveu.

Bo, um cão d'água português, foi dado de presente à família Obama pelo senador democrata Edward Kennedy, morto em 2009, que foi um apoiador-chave na campanha presidencial de Obama em 2008 e era próximo da família. Obama tinha prometido às filhas Malia e Sasha que arrumaria um cão após as eleições.

Um outro cão de companhia, Sunny, juntou-se à família em agosto de 2013. Os dois eram presença constante na Casa Branca, eram populares entre os visitantes e às vezes participavam de eventos públicos com os Obamas. Bo ocasionalmente estava com o ex-presidente quando ele saudava os turistas. O cão também esteve presente quando o ex-presidente recebeu militares feridos nas operações no exterior e quando Michele visitava crianças doentes nos hospitais antes do Natal.

Em um post com imagens de Bo, incluindo uma em que ele está no Salão Oval, atrás da mesa do presidente, Michelle relembrou os anos em que o cão trouxe mais alegria à Casa Branca.

“Ele estava lá quando Barack e eu precisávamos de uma pausa, entrando em um de nossos escritórios como se fosse o dono do lugar, com uma bola presa firmemente em seus dentes. Ele estava lá quando voamos no Air Force One, quando dezenas de milhares se reuniram em South Lawn para a Páscoa, e quando o papa veio nos visitar”, escreveu. 

Michelle também disse que estava grata pelo tempo em que a família passou com o cão por causa da pandemia, e disse que no ano passado, ninguém foi mais feliz do que Bo. "Toda sua gente estava sob o mesmo teto novamente”, escreveu. / AP

Tudo o que sabemos sobre:
Barack Obamacachorro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.