Cão que ajudou no 11/9 será clonado nos EUA

Um laboratório da Califórnia vai clonar um cachorro que ajudou a resgatar sobreviventes do World Trade Center, em Nova York, após os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001. O pastor alemão Trakr, de 15 anos, foi selecionado em um concurso do laboratório BioArts International, que o elegeu como o "cão mais digno de ser clonado". Trakr sofre uma doença neurológica degenerativa que o impede de utilizar suas patas traseiras - problema que pode ter relação com seu trabalho no dia dos ataques.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.