Capital de Honduras fecha para vôos internacionais por 2 meses

A capital de Honduras permaneceráfechada para vôos internacionais por dois meses, enquanto érecuperada uma velha pista militar para recebê-los após umacidente no seu terminal aéreo, disseram autoridades nasegunda-feira. Um avião Airbus 320 da companhia salvadorenha TACA seacidentou na sexta-feira quando tentava aterrizar em meio aomal tempo no aeroporto Toncontín, de Tegucigalpa, deixandocinco mortos e mais de 80 feridos. "Pedimos uma programação de emergência na qual prevemos queem no máximo dois meses estará em operação o aeroportointernacional na base de Palmerola", disse em entrevistacoletiva o diretor-geral de Aeronáutica Civil, GuillermoSeaman. Palmerola, a 65 quilômetros ao norte de Tegucigalpa, é umabase da época da Guerra Fria que era utilizada para coordenarações militares na região contra guerrilheiros de esquerda. A base conta com uma pista de 3.000 metros de largura,superior à de Toncontín, de apenas 1.800 metros. Os vôos internacionais para Tegucigalpa foram desviadospara a cidade de San Pedro Sula, 165 quilômetros ao norte deTegucigalpa. (Reportagem de Gustavo Palencia)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.