Capitão americano tenta fugir a nado de piratas somalis

Richard Phillips pulou do navio e começou a nadar em mar aberto, mas foi recapturado pelos corsários

AP,

10 de abril de 2009 | 09h39

O capitão de um navio mercante dinamarquês com tripulação americana sequestrado por piratas tentou fugir do cativeiro nesta sexta-feira, 10. Segundo fontes do Departamento de Defesa dos EUA,o capitão Richard Phillips pulou do navio e começou a nadar em mar aberto. Ele foi recapturado pelos corsários africanos.

Um navio da marinha americana que monitora a situação chegou a avistar Phillips andando e se comunicando normalmente no barco dos bucaneiros. O departamento de Defesa acredita que ele não está ferido.

O capitão Richard Phillips foi detido em uma embarcação pirata depois que sua tripulação, de 19 americanos, tomou o controle do cargueiro Maersk Alabama, sequestrado horas antes por quatro piratas.

O navio de bandeira americana Maersk Alabama, de propriedade da empresa dinamarquesa Moller-Maersk, levava ajuda humanitária para Mombasa, no Quênia, quando foi interceptado. Entre a carga da embarcação estavam 400 contêineres com comida e insumos materiais para agricultura, dos quais 232 eram do Programa Mundial de Alimentos da ONU.

Só nos primeiros meses deste ano, oito navios foram sequestrados na região, que liga o Oceano Índico ao Mar Vermelho e é usada por navios que viajam entre a Europa e a Ásia. No ano passado, piratas tomaram o controle de dezenas de embarcações, conseguindo obter milhões de dólares em resgates. Cerca de 15 navios de várias bandeiras - incluindo 3 americanos - patrulham a área para ajudar a combater a pirataria.

Tudo o que sabemos sobre:
PiratasSomália

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.