Capriles renova acusações a Maduro

O candidato opositor à presidência da Venezuela, Henrique Capriles, disse ontem que o governo fechou um aeroporto no Estado de Táchira para impedir que ele começasse sua campanha por uma visita a uma igreja na cidade de La Fría.

O Estado de S.Paulo

17 de março de 2013 | 02h09

Por meio de sua conta no Twitter, ele também acusou o candidato chavista e presidente interino, Nicolás Maduro. "Qualquer coisa que ocorra conosco, faço responsável Nicolás Maduro Moros. Assim o denuncio ao país e ao mundo", postou Capriles. O opositor escolheu começar sua campanha pelo Estado em agradecimento à votação que teve em Táchira em outubro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.