Caracas anuncia compra de 6 aviões da Embraer

Contrato comercial com estatal venezuelana renderá mais de US$ 217 milhões para a empresa brasileira

BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

01 de agosto de 2012 | 03h09

A Conviasa, empresa aérea estatal venezuelana, acertou ontem a compra de seis aviões Embraer 190, no valor de US$ 271,2 milhões. Também foi assinada a opção de compra de mais 14 aviões, o que pode elevar o contrato para US$ 904 milhões. O negócio, prometido desde a visita da presidente Dilma Rousseff à Venezuela, em dezembro, foi assinado em cerimônia no Palácio do Planalto com a presença de Dilma e do venezuelano Hugo Chávez.

Os dois foram presenteados com uma maquete do jato dada pelo presidente da Embraer, Frederico Curado. Chávez, bem humorado, pegou seu aviãozinho e brincou de bater uma aeronave na outra, provocando risos nos presentes.

Curado informou que a primeira aeronave será entregue em setembro, duas no fim do ano e as três últimas em 2013. A opção de compra para os outros 14 aviões dependerá da necessidade da Conviasa.

"É uma satisfação receber esse pedido da Conviasa, 11.º cliente da família de E-Jets na América Latina e Caribe, um mercado que crescerá, em média, 7% ao ano, nos próximos 20 anos", disse, em comunicado, o presidente da unidade de Aviação Comercial da Embraer, Paulo César de Souza e Silva.

"Os jatos E190 serão fundamentais na renovação da frota da Conviasa", disse o presidente da empresa aérea venezuelana, César Martínez Ruiz. "Eles nos permitirão aumentar a conectividade tanto nas rotas domésticas quanto nas internacionais". / L.S. e T.M.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.