Caracas dá ultimato a petrolíferas estrangeiras

O governo da Venezuela afirmou que revisará os direitos das petrolíferas estrangeiras que operam no país em conjunto com a estatal PDVSA caso estas empresas não aumentem a produção. A advertência foi feita pelo ministro de Energia, Rafael Ramírez. Segundo ele, os compromissos de produção e de investimentos não estão sendo cumpridos por estas empresas. Ontem, algumas dessas petrolíferas estrangeiras já apresentaram propostas para adequar a produção às metas estabelecidas pelo governo venezuelano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.