Caracas pede apoio a BNDES

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, pediu ao presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, apoio financeiro a projetos atuais ou que venham a ser desenvolvidos por empresas brasileiras na Venezuela. A iniciativa de Chávez foi tomada durante encontro com Coutinho na quinta-feira, em Caracas, e expõe as dificuldades financeiras pelas quais a economia venezuelana passa, principalmente, por causa da forte queda no preço do petróleo.Entre os projetos que podem ser desenvolvidos por empresas brasileiras está a construção da Linha 5 do metrô de Caracas. As obras das linhas 3 e 4 foram feitas pela brasileira Odebrecht. O governo venezuelano também espera a participação de grupos nacionais em obras de infraestrutura e parques industriais.A Venezuela firmou acordo com o BNDES em 1997 e já recebeu cerca de US$ 500 milhões do banco - US$ 285 milhões somente para as obras do metrô da capital e para a construção da Hidrelétrica La Vueltosa. Entre os projetos em perspectiva, em análise e já aprovados, a Venezuela tem uma carteira de US$ 4 bilhões com a instituição financeira brasileira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.