AP
AP

Cardápio do último almoço no Titanic vai a leilão

Ele foi guardado por um dos sobreviventes; espera-se que lances cheguem a US$ 70 mil

O Estado de S. Paulo

01 Setembro 2015 | 07h00

NOVA YORK - Mais de um século depois de os passageiros da primeira classe do Titanic terem comido carneiro grelhado e pudim antes do naufrágio, espera-se que o cardápio do último almoço servido no navio seja vendido por no mínimo US$ 70 mil em um leilão virtual, disse um dos curadores nesta segunda-feira.

O navio cruzeiro de luxo afundou no Oceano Atlântico em 15 de abril de 1912, depois de atingir um iceberg durante sua viagem inaugural de Southampton, na Grã-Bretanha, a Nova York.

Na terça-feira contam-se 30 anos desde que os destroços do navio, que tinha sido considerado impossível de afundar, foram encontrados no fundo do oceano por uma equipe de pesquisadores.

O menu de almoço vai ser leiloado no dia 30 através da Invaluable, uma casa de leilões online, juntamente com uma carta escrita por um dos sobreviventes e um ingresso para uma cadeira de pesagem que se usava nos banhos turcos do navios.

David Lowenherz, dono da Lion Heart Autographs, que comercializa manuscritos raros e é responsável pelo leilão, disse existir somente dois ou três menus conhecidos do último almoço no navio. Ele estima que o cardápio seja vendido por entre US$ 50 mil e US$ 70 mil.

Os itens são todos provenientes de passageiros que sobreviveram ao naufrágio do Titanic no bote salva-vidas número 1. / REUTERS

Mais conteúdo sobre:
Titanic cardápio leilão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.