Cardeais dos EUA suspendem coletivas temendo vazamentos

Os cardeais norte-americanos, que estão em Roma para o conclave que vai escolher o próximo papa, cancelaram sua popular coletiva de imprensa diária, supostamente por causa dos temores de que detalhes dos procedimentos secretos que têm ocorrido vazem para a imprensa.

Agência Estado

06 de março de 2013 | 12h26

O Vaticano negou que tenha exercido qualquer pressão para que os cardeais se mantivessem quietos. Mas o porta-voz do Vaticano, reverendo Federico Lombardi, disse que a Santa Sé considera secretas essas reuniões pré conclave e que elas são parte de um solene processo de discernimento para a escolha do papa.

A porta-voz dos cardeais norte-americanos, irmã Mary Ann Walsh, disse que a coletiva desta quarta-feira foi cancelada após temores expressados por outros cardeais "sobre o vazamento de procedimentos confidenciais relatados por jornais italianos". Como precaução, as entrevistas foram interrompidas.

Jornais italianos não divulgaram qualquer informação significativa a respeito das conversas confidenciais. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Vaticanoconclavecardeaisamericanos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.