Cardeal britânico renuncia e não participará de conclave

O cardeal Keith O''Brien renunciou nesta segunda-feira ao cargo de arcebispo de Saint Andrews e Edinburgh, afirmando que não vai comparecer ao conclave de cardeais que vai eleger o sucessor do papa Bento XVI.

AE, Agência Estado

25 de fevereiro de 2013 | 09h14

Em comunicado, o clérigo disse que sua renúncia apresentada em 18 de fevereiro, foi aceita pelo papa. A medida segue-se à publicação de uma matéria num jornal britânico, no final de semana, que sugere que o cardeal teve relações "inapropriadas" com seminaristas quando era responsável por uma diocese décadas atrás.

"Eu peço a Deus bênçãos para meus irmãos cardeais que em breve se reunião em Roma para eleger o sucessor (de Bento XVI). Eu não me juntarei a eles pessoalmente para este conclave", disse o cardeal em comunicado.

"Eu não quero que a atenção da mídia em Roma seja concentrada em mim, mas sim no papa Bento XVI e em seu sucessor", acrescentou.

O''Brien contesta as acusações divulgadas pelo jornal britânico segundo as quais três padres e um ex-padre apresentaram queixas ao Vaticano, alegando que o cardeal agiu inapropriadamente com eles.

Já o comunicado do Vaticano, com apenas numa frase, não faz referência às acusações. O Vaticano confirmou a renúncia de O''Brien, que foi aceita de acordo com o código canônico em razão da idade do cardeal, que faz 75 anos - a idade normal na qual os bispos renunciam - em 17 de março. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
VaticanoKeith Obrienrenúnciaconclave

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.