Cardeal publicará anotações de João Paulo II

O cardeal Stanislaw Dziwisz, secretário pessoal do papa João Paulo II, contrariou o desejo do falecido pontífice e decidiu publicar em livro muitos dos bilhetes e das anotações deixados por Karol Wojtyla.

AE, Agência Estado

22 de janeiro de 2014 | 13h17

Dziwisz disse que queimou as cartas e muitas das anotações de João Paulo II, mas alegou que não teve "coragem" de destruir os escritos que lançavam luz sobre a alma do papa morto em 2005.

Segundo ele, seria um "crime" obedecer à vontade do falecido do papa e queimar as anotações que serão lançadas em 5 de fevereiro na Polônia.

Intitulado "Very Much in God''s Hands" (Muita Coisa nas Mãos de Deus, em tradução livre), o livro contém as anotações de meditações feitas por Karol Wojtyla entre 1962, quando era bispo na Polônia, até 2003. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.