Caricaturista é julgado na Espanha por apoiar terrorismo

O caricaturista espanhol Gonzalo López Royo e o marroquino Fath Allah Sadaq estão sendo processados na Espanha por defenderem ações terroristas por meio de caricaturas e vídeos divulgados na internet. Uma das caricaturas pelas quais Royo será julgado mostra a queda de edifícios similares às Torres Gêmeas, de Nova York, e milhares de pessoas vestidas com o traje típico branco e vermelho, das corridas de touros de Pamplona, correndo espavoridas.

AE-AP, Agencia Estado

23 de março de 2010 | 17h19

A promotora Teresa Sandoval pediu 18 meses de prisão para a dupla. Ela disse que Royo redigiu pelo menos 1.500 comentários desde 2006, em fóruns restritos da internet, em que elogiava a Al-Qaeda e seu líder no Iraque, Abu Musab al-Zarqawi, morto após um ataque de mísseis dos Estados Unidos, em 2006.

Royo gerencia uma livraria de quadrinhos em Zaragoza e nega ter enaltecido o terrorismo, o que seria considerado crime na Espanha. Ele disse que não pretendia ofender ninguém com seu trabalho.

Já o marroquino Sadaq é processado por usar os desenhos e caricaturas de Royo em vídeos de ataques terroristas islamitas que postava na internet. O veredicto sobre o destino da dupla deve sair nas próximas semanas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.