Carla Bruni desmente denúncia contra ONG

A primeira-dama da França, Carla Bruni, negou ontem que sua fundação tenha recebido verbas públicas, após uma revista acusá-la de receber irregularmente 3,5 milhões de euros do Fundo Mundial de Luta contra a Aids, a Tuberculose e a Malária. "A insinuação é totalmente sem fundamento", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.