Carla Bruni rouba a cena em Windsor

Primeira-dama francesa atrai curiosos e encanta britânicos pela beleza

FRANCE PRESSE, O Estadao de S.Paulo

27 de março de 2008 | 00h00

Bela, elegante, muito bonita. Esses foram os comentários dos curiosos que se aglomeravam ontem diante do Castelo de Windsor para admirar a vistosa comitiva real, em que a nova primeira-dama da França, Carla Bruni-Sarkozy, ofuscou a rainha Elizabeth II. "Por que estou aqui? Sinceramente, para ver a mulher do presidente francês", admitiu Mike Thorpe, sob o olhar de reprovação de sua mulher."Eu estou aqui para ver a rainha", disse ela. Mas Thorpe não deu o braço a torcer. "Mais de 90% das pessoas que estão aqui vieram para ver Carla Bruni", acrescentou, rindo, enquanto esperava pela passagem do desfile de carruagens na rua diante do Castelo de Windsor. Ao longo do desfile, em que Nicolas Sarkozy e Elizabeth II compartilharam uma carruagem dourada, os curiosos que foram às ruas da pequena cidade britânica, enfeitada com as bandeiras da França e da Grã-Bretanha, não poupavam elogios à ex-modelo e cantora italiana que se tornou a primeira-dama da França. "Ela é mesmo muito bonita", disse Suzanne Crooke, que veio a Windsor para admirar o pomposo, protocolar e colorido desfile. Carla "nos saudou", acrescentou, feliz, quando passou por ela a carruagem dourada que conduzia a mulher de Sarkozy ao lado do príncipe Philip, marido da rainha. O aceno com a mão feito por Carla - que, discreta e elegante, usava um casaco cinza de gola alta e um chapéu da mesma cor - também deixou muito feliz Mary-Katherine Crooke, de 16 anos, que gritava, aos pulos: "Estou tão emocionada, estou tão emocionada! Vou contar para meu professor de francês." Os britânicos puderam apreciar o encanto da primeira-dama francesa não só nas ruas de Windsor, mas também nas páginas de vários jornais que publicaram ontem uma foto de 1993 que será leiloada em Nova York, na qual Carla aparece nua, com os braços cruzados sobre o ventre. "Não, não vi a foto", disse um homem que não quis se identificar. A seu lado, sua mulher franzia as sobrancelhas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.