Carlos, o Chacal, é julgado por atentados na França

Venezuelano pró-Palestina pode ser condenado à segunda pena de prisão perpétua por ataques nos anos 1980.

BBC Brasil, BBC

07 de novembro de 2011 | 11h36

Um dos mais notórios guerrilheiros da história recente, Carlos, o Chacal, voltou ao banco dos réus nesta segunda-feira em Paris.

O venezuelano, cujo nome real é Ilich Ramirez Sanchez, atuou nos anos 1970 e 1980 em noma da causa palestina.

Ele será julgado por explosões que causaram a morte de 11 pessoas e deixaram mais de 200 feridas.

Carlos já cumpre pena de prisão perpétua pelo assassinato de dois agentes secretos franceses e um informante libanês em 1975. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.