Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Carne: Brasil consegue tímido apoio argentino

O chanceler brasileiro, Celso Lafer, partiu hoje de Buenos Aires com uma missão cumprida: o Brasil convenceu a Argentina a esquecer a pressa no lançamento da Área de Livre Comércio das Américas (Alca) e obteve apoio - embora tímido - contra o Canadá na crise da vaca louca. Após almoçar carne com o colega brasileiro, o chanceler argentino, Adalberto Rodríguez Giavarini, preferiu pronunciar uma pequena frase de encorajamento: "Estamos contra a discriminação no comércio mundial."O chanceler Lafer explicou a parcimônia argentina dizendo que no Mercosul não existem - como no Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta) - países com a atribuição de falar em nome do bloco sobre temas fitossanitários. Lafer também afirmou que a crise da vaca louca com o Canadá poderia estar terminada mesmo antes da reunião da Alca que será realizada em Quebec, em abril. Sobre essa reunião, Lafer sustentou que o Mercosul "irá com posições unidas".Lafer, que reuniu-se com o presidente Fernando de la Rúa e o ministro da Economia, José Luis Machinea, definiu sua visita à Argentina como "construtiva, com manisfestações de grande consideração ao Brasil".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.