Caroline teria desistido por causa de imposto

Problemas envolvendo impostos e uma empregada teriam levado Caroline Kennedy a retirar sua candidatura à vaga no Senado de Hillary Clinton, revelou ontem uma fonte ligada ao governador de Nova York, David Paterson, que nomeará hoje à tarde o novo senador. A fonte disse que Paterson nunca teve intenção de escolher Caroline - filha do presidente John F. Kennedy, assassinado em 1963 -, pois ela não tem experiência política. Caroline alegou "questões pessoais" para sair da disputa e uma assessora negou haver problemas que a impediriam de assumir a vaga.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.