Carro-bomba explode e deixa dois feridos na Colômbia

Um carro-bomba explodiu na noite desta quinta-feira em Arauca, no noroeste da Colômbia, duas horas depois do presidente colombiano, Alvaro Uribe, e seus ministros deixarem a cidade rumo a Bogotá. A explosão deixou duas pessoas feridas e causou alguns danos materiais. Segundo o coronel Luis Alcides Morales, os explosivos estavam em uma caminhonete com placa da Venezuela. ?A cidade ficou sem luz?, informou Morales, que já iniciou uma investigação para tentar descobrir se há outros carros com explosivos na cidade. Durante a visita de Uribe, a cidade de Arauca recebeu um reforço de 5 mil homens, entre policiais, militares e agentes secretos, para garantir a segurança do presidente e sua comitiva. O atentado aconteceu a quatro quarteirões do Colégio Cristo Rey, onde Uribe se reuniu na tarde desta quinta-feira com autoridades locais. A polícia acredita que o atentado foi obra das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), a maior guerrilha em atividade no país. Em outubro do ano passado, as Farc explodiram um carro, em frente ao mesmo colégio, horas antes da chegada de Uribe ao local.

Agencia Estado,

18 Julho 2003 | 02h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.