Carro-bomba explode e mata pelo menos 35 em Bagdá

Um carro de passeio carregado de explosivos atingiu um grupo de recrutas do novo exército iraquiano, matando pelo menos 35 pessoas e deixando cerca de outras 138 feridas. O ataque parece ter sido realizado por um terrorista suicida.As primeiras informações são de que nenhuma das vítimas pertence às Forças Armadas, mas são pessoas pobres que desejavam tornar-se voluntários neste tipo de trabalho. Nenhum norte-americano parece ter sido vitimado na explosão.O atentado foi mais um na série de ataques que as forças da coalizão lideradas pelos Estados Unidos e seus aliados iraquianos vêm sofrendo nos últimos dias. As novas instituições iraquianas, desde o governo até o exército, passando pela polícia, têm sido os alvos preferenciais dos rebeldes no Iraque, que consideram que estas instituições são fantoches da ocupação liderada pelos Estados Unidos. As forças norte-americanas devem deixar o país no dia próximo dia 30 de junho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.