Carro-bomba explode em estacionamento de aeroporto em Madri

Um carro-bomba explodiu no estacionamento do aeroporto internacional de Madri deixando quatro pessoas feridas neste sábado, 30, e uma ligação anônima disse que o grupo separatista basco ETA foi o responsável, informou o governo espanhol.Uma grande coluna de fumaça elevou-se sobre o terminal quatro do Aeroporto de Barajas depois da explosão, que parece ter encerrado um cessar-fogo declarado pelo ETA em março depois de quatro décadas de luta armada pela independência do País Basco.O moderno terminal foi evacuado depois de um alerta as 8h locais, quando um homem com sotaque da região basca ligou para um departamento governamental de controle de tráfego e informou que havia uma bomba em um carro modelo Renault Traffic.Logo depois, outra pessoa ligou para os serviços de emergência espanhóis para informar que a responsabilidade pelo atentado era do ETA, disse o governo.A bomba explodiu por volta das 9h (horário local), provocando ferimentos leves em quatro pessoas, incluindo dois policiais.O eventual fim do cessar-fogo seria um revés político para o primeiro-ministro da Espanha, o socialista Jose Luis Rodriguez Zapatero, que em junho havia anunciado o início do processo de paz para encerrar o conflito basco.O ETA matou mais de 800 pessoas durante sua luta armada contra o governo. O grupo anunciou em novembro que iria suspender contatos com as autoridades se não houvesse um progresso rápido nas conversações entre partidos políticos no País Basco sobre o futuro da região.A mídia espanhola também informou que o ETA estava pedindo ao governo que reduzisse a pressão policial sobre membros do grupo e que transferisse guerrilheiros detidos para prisões mais próximas de suas famílias.Matéria ampliada às 10h12

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.