Carro-bomba explode em Madri e faz 60 feridos

Cerca de 60 pessoas, entre elas uma mulher e sua filha de três anos, ficaram feridas na explosão de um carro-bomba durante a hora do rush, esta manhã, numa zona residencial de Madri. O atentado está sendo atribuído ao grupo separatista basco ETA, disseram autoridades espanholas. O ministro do Interior, Mariano Rajoy, disse que o atentado parece ter sido dirigido contra o secretário-geral do Departamento de Polícia Científica do governo, Juan Junquera, cujo automóvel passava pela área no momento da explosão. Junquera, ex-ministro do Interior e da Defesa, ficou levemente ferido.Rajoy disse que a maioria dos feridos sofreram apenas pequenas lesões e cortes. Um porta-voz da polícia informou que 10 pessoas, entre elas a mãe e a filha feridas, foram levadas aos hospitais das redondezas. Segundo o diário El País informou que o estado de ambas é considerado grave.O atentado ?tem todas as características de um ataque terrorista do ETA? e não houve aviso prévio, acrescentou o porta-voz, que pediu anonimato. Aproximadamente uma hora depois do ataque, a polícia prendeu um homem e uma mulher para interrogatório, baseando-se em informações de uma testemunha que disse tê-los visto abandonando o local ?de forma suspeita?. O porta-voz de uma unidade dos bombeiros disse que 15 veículos foram destruídos na explosão. Duas pessoas foram levadas ao hospital e outras três foram atendidas no local, disse o porta-voz do serviço de ambulâncias, Leopoldo Herráiz.Uma agência de notícias informou que a bomba explodiu próximo à sede espanhola da multinacional IBM e de uma sucursal do banco BBVA.O ETA é considerado responsável por freqüentes atentados a bomba em sua campanha pela independência da região basca, situada ao norte da Espanha. Este atentado aconteceu após a prisão, na semana passada, de 10 membros da organização por ordem do juiz Baltasar Garzón, o mesmo que pediu a extradição, pela Grã-Bretanha, do general chileno Augusto Pinochet.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.