Carro bomba fere quatro pessoas na Somália

Atentado suicida estaria ligado a militantes com conexão com a Al-Qaeda

AP

27 de abril de 2010 | 12h28

MOGADICIO - Oficiais disseram que a explosão de um carro bomba fora de uma base militar da União Africana na capital da Somália feriu quatro pessoas, incluindo dois soldados da organização.

 

O grupo militar, ligado à Al-Qaeda, al-Shabab anunciou que foi responsável pelo ataque desta terça-feira, 27.

 

O porta-voz da União Africana, major Barigye Bahoku, disse que um caminhão cheio de explosivos foi em direção à base da UA e que dois soldados abriram fogo contra o caminhão. Os dois se feriram quando ocorreu a explosão. O motorista do caminhão foi o único que morreu no ataque.

 

Ali Muse, o chefe do serviço de ambulâncias de Mogadiscio, disse que dois civis também se feriram.

 

A Somália está sem governo de facto a quase 20 anos, e militantes controlam boa parte da capital.

Tudo o que sabemos sobre:
SomáliaatentadosAl-Qaedaal-Shabab

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.