Carro-bomba mata 1 criança e deixa 18 feridos na Turquia

Nenhum grupo assumiu autoria, mas rebeldes curdos já atacaram na região; premiê repudiou 'ataque hediondo'

Agência Estado

04 de novembro de 2012 | 15h44

ANCARA - Um carro-bomba explodiu neste domingo, 4, em Semdinli, cidade na província de Hakkari, na fronteira com o Iraque, no sudeste da Turquia, de maioria curda. Uma criança de 11 anos morreu e 18 pessoas ficaram feriadas, segundo informações de autoridades de governo e policiais.

 

O primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, repudiou o "ataque hediondo", que causou a morte de um civil e ocorreu próximo a uma festa de casamento, reportou a agência de notícias Anatolia.

 

O carro-bomba explodiu quando um veículo policial blindado passava. Nenhum grupo assumiu a responsabilidade pelo ocorrido, mas rebeldes curdos já atacaram alvos de segurança no passado. Semdinli é local de frequentes enfrentamentos entre as forças de segurança turcas e membros do extinto Partido dos Trabalhadores Curdos (PKK, na sigla em inglês).

 

A explosão segue-se a uma onda de ataques de rebeldes turcos as forças de segurança no sudeste do país, que causaram aumento das operações militares na região. Na quinta-feira, outro carro-bomba explodiu próximo a um acampamento militar no sudeste da Turquia, em cidade próxima à Síria, causando ferimentos leves em quatro pessoas. O ataque foi atribuído a rebeldes curdos.

 

Cerca de 45 mil pessoas morreram desde que o PKK, considerada uma organização terrorista pela Turquia e por grande parte da comunidade internacional, armou-se para defender a autonomia do sudeste da Turquia de maioria curda, em 1984.

 

As informações são da Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
carro-bombaexplosãoTurquia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.