Carro-bomba mata 12 xiitas no noroeste do Paquistão

Um carro-bomba explodiu no meio de um mercado paquistanês nesta segunda-feira, matando 12 muçulmanos xiitas. Outras 45 pessoas ficaram feridas no ataque ocorrido na cidade de Parachinar, próxima à fronteira com o Afeganistão.

AE, Agência Estado

10 de setembro de 2012 | 12h13

Esse é o mais recente caso da violência sectária que está abalando o país. O Paquistão é dominado por sunitas, mas também é lar de grande número de xiitas, um ramo separado do Islã. Apesar dos dois grupos geralmente coexistirem pacificamente, extremistas sunitas atacam xiitas pois não os consideram muçulmanos verdadeiros.

Muitos dos ataques recentes são atribuídos ao grupo militante Lashkar-e-Jhangvi, aliado da Al-Qaeda e do Taleban. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistãoatentadoxiitas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.