Carro-bomba mata 14 no noroeste do Paquistão

Um carro-bomba explodiu nesta segunda-feira em um mercado do noroeste do Paquistão, matando pelo menos 14 pessoas e ferindo 45, segundo autoridades. No momento da explosão havia grande movimento num beco atrás do mercado, na localidade de Parachinar, na região tribal de Kurram, de acordo com as fontes oficiais. Um grupo militante até então desconhecido, o Tehrik-e-Taliban Pakistan, assumiu a autoria do atentado, que disse estar dirigido a membros da minoria xiita. O Taliban paquistanês "oficial", muito ligado à rede Al Qaeda, geralmente se ocupa de realizar ataques contra alvos governamentais e ocidentais. Mas nos últimos meses grupos militantes sunitas têm intensificado seus ataques contra os xiitas, vistos por eles como anti-islâmicos. "Um grande número de pessoas estava presente no mercado quando a explosão ocorreu", disse Dildar Hussain, membro de uma tribo local, por telefone. "A maioria dos mortos eram pessoas pobres vendendo frutas e legumes frescos em carrinhos de empurrar." Ele disse que os explosivos foram deixados em um veículo carregado de uvas. (Reportagem de Jibran Ahmad)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.