Carro-bomba mata 17 em mercado no Paquistão

Um carro-bomba explodiu nesta segunda-feira num movimentado mercado na região noroeste do Paquistão, perto da fronteira com o Afeganistão, matando 17 pessoas e deixando mais de 40 feridas, disseram autoridades.

AE, Agência Estado

17 de dezembro de 2012 | 13h41

A bomba explodiu perto da área de espera para mulheres num ponto de ônibus, que fica nas proximidades do escritório do assistente político da região tribal do Khyber, disse um funcionário do governo local, embora não esteja claro se o ele era o alvo.

Dentre os 17 mortos há cinco meninos e duas mulheres, disse Abdul Qudoos, médico de um hospital da cidade de Jamrud, onde o ataque aconteceu. Pelo menos 44 pessoas ficaram feridas, disse ele.

Os explosivos estavam num pequeno carro branco estacionado no meio da rua, bloqueando o trânsito, disse Shireen Afridi, que estava nas proximidades, comprando um cartão telefônico, quando a explosão aconteceu.

Imagens da televisão local mostram que vários carros e lojas ficaram seriamente danificados. Moradores jogaram baldes de água nos veículos incendiados enquanto equipes de resgate transportavam os feridos para o hospital.

Nenhum grupo assumiu a responsabilidade pelo ataque. A região do Khyber abriga vários grupos militantes islamitas, dentre eles o Taleban paquistanês, que já realizou uma série de ataques sangrentos contra o governo nos últimos anos. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistãoviolênciacarro-bomba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.