Carro-bomba mata 17 perto de mesquita no Iraque

Policiais e funcionários da área médica informaram que um carro-bomba explodiu perto de uma mesquita ao sul de Bagdá, matando 17 pessoas. Autoridades disseram que 48 pessoas ficaram feridas. Muitas das vítimas do ataque participavam de um funeral do lado de fora da mesquita.

AE, Agência Estado

30 Setembro 2011 | 17h23

O atentado ocorreu logo na saída da cidade de Hillah, 95 quilômetros ao sul de Bagdá, disseram a polícia e funcionários de um hospital local. A população culpou a polícia e as forças de segurança iraquiana por não impedirem os atentados, que voltam a ficar frequentes no Iraque. Até o final do ano, as tropas norte-americanas sairão do país e a segurança passará totalmente para a responsabilidade da polícia e das Forças Armadas iraquianas.

Ainda existem 44 mil soldados dos Estados Unidos no Iraque, além de 7 mil seguranças contratados pela Embaixada americana em Bagdá para proteger prédios do governo americano no país e também prédios residenciais onde vivem americanos.

As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
IraqueHillahviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.